Mamíferos

Lontra

Nome Popular: Lontra

Nome Científico: Lontra longicaudis

Reino: Animalia

Filo: Chordata

Classe: Mammalia

Ordem: Carnivoros

Família: Mustelídeos

Subfamília: Lutrinae

Gênero: Lontra

Espécie: L. Longicaudis

Estado de Conservação: Quase ameaçada



Características:
A lontra-neotropical apresenta médio porte, seu peso pode variar entre 5 a 12 kg, além de possuir cerca de 1,37 m de comprimento. Possui comportamento ativo durante o dia, como também atividades noturnas. Convive somente em casais ou solitários, não costumando formar grupos. Outra característica é vista no corpo da lontra com formato alongado, com a cauda achatada e espessa. Possui musculatura flexível, como também membranas interdigitais entre os cinco dedos, que servem para auxiliar na natação. Seu pelo apresenta duas camadas densas para realizar o isolamento térmico. O focinho é constituído por órgãos sensoriais que possuem prolongamentos de pelos queratinosos chamados fibrilas, para auxiliar na localização da presa quando dentro d'água.
 
Alimentação:
A lontra-neotropical possui vários itens alimentares, sendo os principais: peixes, crustáceos e algumas espécies que lhe agradam mais, resultando assim em uma maior variedade de alimentos que a lontra adquire através de uma seletividade. Há também uma seletividade em relação ao tamanho da presa alimentar da lontra, buscando tamanho mais propício para realizar uma melhor digestão.
 
A dieta alimentar é estudada através de análises fecais. Este é um método considerado não invasivo para as lontras, sendo facilmente praticado e capaz de fornecer dados de suas presas. Dentre os resultados, encontra-se uma gama de itens alimentares, sendo o principal deles o peixe. Em medidas menores, são localizados crustáceos, moluscos, mamíferos, répteis e aves. Dentre a classe de peixes, o grupo dos Ciclídeos está em evidência na alimentação. A descoberta dos tamanhos dos cíclicos é baseada nas escamas de dois exemplares desse grupo, Crenicichla punctata e Gymnogeophagus labiatus, os quais são encontrados nas fezes da lontra. Embora os mamíferos sejam encontrados em menor quantidade na dieta, é comum a presença de alguns exemplares dessa classe, como a capivara Hydrochoerus hydrochaeris, ratão do banhado Myocastor coypus, tatu Cingulata Dasypodidae, o zorrilho Conepatus chinga e o gambá Didelphis albiventris. Na classe dos répteis são encontrados mais frequentemente nas fezes serpentes e restos de tartaruga de água doce

Distribuição Geográfica:

 
 

Conheça mais

Você pode ajudar na conservação do meio ambiente participando da preservação de espécies ameaçadas, sendo um Ecovoluntário aqui no Criadouro Onça Pintada ou sendo um Ecocolaborador.
Imagem
Olá amigos, o gato-do-mato-pequeno (Leopardus tigrinus) é uma espécie ameaçada pelo desmatamento, classificada como vulnerável!

Com muito pouco podemos reverter isso.
Copyright® Criadouro Onça Pintada - Todos os direitos reservados. Política de Privacidade.

Este site utiliza cookies para otimizar a sua experiência de navegação. Ao continuar navegando, consideramos que você está de acordo com a nossa Política de Privacidade. Para mais informações, clique aqui.